“Efeitos de um programa de intervenção no estilo de vida em indicadores de saúde física e mental de atletas na Pós-Carreira desportiva: o Champ4Life”

Recentemente foi publicado na revista mais conceituada das Ciências do Desporto e Medicina Desportiva, o Bristish Journal of Sports Medicine, um artigo com os resultados da intervenção no estilo de vida direcionada a atletas na Pós-Carreira desportiva, o programa “Champ4Life”, conduzido no Laboratório de Exercício e Saúde da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa.

A coordenadora deste projeto, Analiza Silva e a sua equipa de investigadores obtiveram financiamento do Comité Olímpico Internacional na estreita relação com o Comité Olímpico de Portugal e do Instituto Português do Desporto e da Juventude/ Secretaria de Estado do Desporto para a execução do projeto, contando ainda com o apoio na divulgação por parte de diversas instituições desportivas como o Sindicato Português de Jogadores de Futebol, Associação Dos Atletas Olímpicos de Portugal, Comissão de Atletas Olímpicos, Federação Portuguesa de Futebol, Federação Portuguesa de Natação e Federação portuguesa de Judo e dos seus embaixadores Nuno Delgado e Jorge Andrade.

«Após o inevitável fim da carreira desportiva, os atletas enfrentam desafios para lidar com as suas novas rotinas, o que pode comprometer a sua saúde e bem-estar”, explicou à agência Lusa a coordenadora da investigação, Analiza Silva, apontando a ausência de investigação que analise a eficiência e o impacto das melhores estratégias de intervenção para preservar e melhorar a saúde física e mental dos atletas na fase pós-carreira em:

Durante a carreira desportiva, os atletas geralmente apresentam um elevado dispêndio energético que é acompanhado por uma ingestão calórica adequada, assegurando o seu rendimento desportivo. No entanto, na pós-carreira, verifica-se uma diminuição do dispêndio energético que, na generalidade dos atletas, não é acompanhada pela respetiva adequação das calorias ingeridas, gerando um balanço energético positivo (ingestão energética superior ao dispêndio energético) conducente ao ganho de peso e de massa gorda. Grande parte dos atletas reporta dificuldades e falta de apoio durante a sua passagem para a pós carreira, resultando frequentemente num aumento de peso e ainda na adoção de hábitos não adequados à nova fase da sua vida. Até à data, intervenções no estilo de vida focadas em atletas em fase pós carreira são escassas. Assim, o projeto Champ4life teve como objetivo a melhoria de vários parâmetros do estilo de vida desta população, focando-se na massa gorda total e abdominal (principais variáveis de interesse), mas também em marcadores da saúde cardiovascular e metabólica, pressão arterial sistólica e diastólica, condição física, atividade física (comportamento sedentário e exercício físico) e na qualidade de vida.

 Noventa e quatro atletas foram recrutados para este programa (idade=42.4±7.3 anos), divididos de forma aleatória entre grupo de controlo (45 participantes) e de intervenção (49 participantes). O grupo de intervenção participou em 12 sessões educacionais lecionadas por investigadores na área das ciências do desporto (fisiologistas do exercício), nutrição e psicologia, abordando temas relacionados com a atividade física, nutrição e gestão do peso. Foram ainda acompanhados por um nutricionista numa consulta individual e personalizada, com o objetivo de elaborar uma estratégia para gerar um défice energético moderado (300-500kcal/dia).

Após 12 meses, o grupo de intervenção perdeu em média 5% do seu peso inicial, 11% da massa gorda total e 13% de massa gorda da região abdominal. Observou-se ainda uma redução significativa de 4% do perímetro de cintura. Em relação aos parâmetros da saúde cardiovascular e metabólica, verificou-se uma redução da insulina no sangue em 18%, colesterol total em 5% e das LDL (vulgarmente designado como “mau” colesterol”) em 4%, assim como a diminuição em 15% do marcador HOMA, um indicador da resistência à insulina. Os participantes apresentaram ainda melhorias significativas na pressão arterial sistólica e diastólica (redução de 3% e 7%, respetivamente). De igual forma, na saúde mental, os atletas na pós-carreira melhoraram ainda vários parâmetros relativos à qualidade de vida, nomeadamente a capacidade funcional, a saúde geral e ainda a vitalidade (aumento de 16, 38 e 53%, respetivamente).

Estes resultados evidenciaram que o Champ4life, um programa de intervenção do estilo de vida com a duração de 1 ano, foi bem-sucedido e eficaz na redução da massa gorda total e abdominal, melhorando diversos parâmetros relacionados com a saúde física e mental em atletas que se reformaram da carreira desportiva. Estes resultados reforçam a necessidade de implementar intervenções no estilo de vida direcionadas a atletas na fase pós-carreira, incluindo aqueles que estão na fase de transição para o final da sua carreira desportiva. Os conhecimentos e competências transmitidos pelo programa Champ4Life permitirão aos atletas uma melhor adequação do seu estilo de vida na fase sensível, e muitas vezes abrupta, de cessação da carreira desportiva, evitando o aumento de peso e de massa gorda total e abdominal e promovendo uma melhor saúde física e mental.

Erasmus Incoming