Brincar na rua está em vias de extinção?

Brincar na rua está em vias de extinção?

Os cães passeiam mais tempo na rua do que as crianças. Os presos passam mais tempo no pátio da cela do que os mais pequenos no recreio da escola. Brincar está em vias de extinção?

Os três rapazes não querem que os pais saibam. É um segredo que ficará entre eles. Nas três horas de liberdade para brincar no jardim público, ao pé de casa, os três amigos e vizinhos atravessam a Ponte Luiz I, tiram as sapatilhas, despem as camisolas e mergulham no Douro vezes sem conta – e sem darem importância aos miúdos que, ali perto, se lançam ao rio para turista ver e fotografar. É sábado à tarde, estão 30 graus, a Ribeira do Porto está cheia de gente. Os três miúdos, com 11, 12 e 13 anos, partem à aventura. Naquela tarde de calor, o Douro também é deles. Sem os pais saberem.

in Notícias Magazine | 28/05/2017
Brincar na rua está em vias de extinção?

Erasmus Incoming