Modelos de Intervenção Familiar

Unidade Curricular: Modelos de Intervenção Familiar
Ano:

3

Semestre:

2º Semestre

Área Disciplinar:

Pedagogia e Met. de Intervenção nas Act. Motoras

ECTS:

2.5

Regente:

Maria Teresa Brandão

Objectivos:

O estudante:
1. Conhece e relaciona modelos de abordagem ecológico-sistémica.
2. Conhece os modelos de funcionamento e intervenção com a família ao longo da vida.
3. Conhece o conceito de Empowerment e aplica-o nos diferentes modelos de intervenção familiar (ex.: aconselhamento parental e familiar, formação ou treino parental, grupos de ajuda mútua, etc.).
4. Conhece e relaciona os conceitos relativos ao estabelecimento de redes sociais de apoio formais e informais na organização de serviços de intervenção para famílias em diversas situações de risco.
5. Domina técnicas e instrumentos de avaliação de âmbito ecológico, nomeadamente nos que se aplicam à família e contexto familiar (avaliação das necessidades da família, redes de apoio social, funcionamento familiar, qualidade do envolvimento familiar e stresse parental).
6. Desenvolve e aplica Planos Individualizados de Apoio à Família.

Conteúdos Programáticos em Syllabus:

1. Teoria dos sistemas familiares.
2. Diversidade familiar.
3. Intervenção centrada na família: os modelos ecológico, transacional e sistémico.
4. Famílias de crianças com necessidades especiais.
5. Modelos de intervenção familiar ao longo da vida.
6. Avaliação do contexto familiar.
7. Plano Individualizado de Apoio à Família (PIAF) e as componentes dos programas de Intervenção Precoce.
8. Avaliar a eficácia dos programas centrados na família.

Avaliação:

1. Avaliação contínua: Os alunos que optarem pelo modelo de avaliação contínua terão de cumprir os seguintes requisitos:
a) Obter, no mínimo, 2/3 de presenças nas aulas teórico-práticas;
b) Realização de um trabalho prático em grupo (35%), orientado no decurso das aulas práticas, e realizar a respetiva apresentação oral;
c) Realização de uma frequência (65%), relativa à matéria lecionada nas aulas teóricas e teórico-práticas, nas quais os alunos não podem obter classificação inferior a 10 valores. Caso tal aconteça os alunos serão remetidos para exame final.
2. Exame final, incluindo prova escrita e oral.

Bibliografia:

Abidin, R. (1990). Parenting stress index: Short form. Test Manual. Virginia: Pediatric Psychology Press.
Anastopoulos, A.; Shelton, T.; DuPaul, G.; Guevremont, D. (1993). Parent training for attention-deficit hyperactivity disorder: Its impact on parent functioning. Journal of Abnormal Child Psychology, 21 (5), 581-595.
Bailey, D.; Mcwilliam, P.; Winton, P.; Simeonsson, R. (1992). Implementing Family-Centred Services in Early Intervention: A Team-Based Model for Change. Brookline Books.
Barros, L. (1992). Intervenção desenvolvimentalista para mães de bebés de risco. Tese de Doutoramento. Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação de Lisboa.
Baker, B. (1989). Parent training and developmental disabilities. Washington: AAMR Monographs.
Beckwith, L. (1992). Adaptive and Maladaptive Parenting – Implications for intervention. In S. Meisels e J. Shonkoff (Eds.), Handbook of early childhood intervention (pp. 53-77). New York: Cambridge University Press.

Programa em formato pdf:

Português

English

2019/2020

2019/2020

2018/2019

2018/2019

2017/2018

2017/2018

2016/2017

2016/2017

2015/2016

2015/2016

2014/2015

2014/2015

2013/2014

2013/2014



Erasmus Incoming